Escorihuela Gascón Malbec

“Opa!”. Essa é uma expressão espontânea que normalmente uso quando identifico um bom vinho já pelo aroma. É uma coisa instintiva, que significa mais ou menos “aí vem coisa boa!”. Numa noite de vinhos, na última sexta, os amigos Túlio e Bel nos brindaram com um desses vinhos. Foi o primeiro da animada noite, que também incluiu uma prova do melhor tinto do Brasil eleito na última Expovinis (o pernambucano Rio Sol Cabernet Sauvignon / Shiraz). Pois bem, o vinho que mereceu um belo “opa!”, logo de cara, foi o argentino Escorihuela Gascón Malbec, 2005. É um belo Malbec elaborado pela Bodegas Escorihuela Gascón, comprada em 1993 pelo renomado produtor Nicolás Catena.

Este vinho nasce a 950 metros de altitude, nos vinhedos de Agrelo, La Consulta e Vistalba, em Mendoza. A altura permite a obtenção de uma bebida com taninos doces, fruta intensa e níveis de acidez e açúcar equilibrados. A colheita se faz manualmente. Após a fermentação em tanques de aço e, posteriormente, oito meses em barricas de carvalho, o vinho ainda passa por maturação numa combinação de 50% em carvalho francês e 50% em carvalho americano.

Na taça, apresenta coloração vermelha intensa e aromas de frutas vermelhas e escuras, como ameixas. Na boca é um vinho redondo e persistente, com toques de frutas vermelhas e café. Também tem um leve toque de baunilha proveniente do carvalho. O teor alcoólico é de 13,4%. Não sou muito de acompanhar notas de vinhos, mas vi que este rótulo (safra 2002) recebeu 90 pontos na revista Wine Spectator. Custa na faixa de R$ 40.

Abraços aos amigos Túlio e Bel pela boa companhia (com direito a planos, risos, debates acalorados, e, claro, brindes).

You Might Also Like

5 Replies to “Escorihuela Gascón Malbec”

  1. Noite daquelas que agente não quer que acabe. Nós é que agradecemos, e quanto ao vinho, continuo dizendo que sou fã dos Argentinos.

  2. Prezado avaliador, esse vinho foi um presente que veio direto da Argentina. Mas vi que aqui no Recife é vendido na Ingá, em Boa Viagem (81) 3326.3259. Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *