Portugal ‘pega carona’ no aumento da venda de vinhos durante pandemia e promove festival nos supermercados do Brasil

Durante coletiva online realizada hoje pela manhã, a ViniPortugal anunciou uma ação inédita no Brasil, na qual vai ativar os 96 mil estabelecimentos associados à Associação Brasileira de Supermercados (Abras), para, no período de 23 de outubro a 01 de novembro próximos, ampliarem a oferta de vinhos portugueses em suas prateleiras.

A ação, batizada de “Festival de Vinhos de Portugal”, aproveita o incremento na venda da bebida em supermercados durante os meses de fevereiro e maio deste ano, e tenta “pegar carona” nesse novo costume dos consumidores de beber mais vinho em casa. Para se ter ideia, esse aumento nas vendas foi de 50% nas regiões Sul e Sudeste e de 35% nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste.

De acordo com o presidente da ViniPortugal, Frederico Falcão, haverá um investimento de meio milhão de euros na ação. Os supermercados participantes vão contar gratuitamente com materiais exclusivos para os espaços reservados aos vinhos portugueses que participam da campanha e os profissionais que atuam nos pontos de venda poderão receber treinamento sobre vinhos de Portugal.

Segundo o consultor Carlos Cabral (foto), 150 vinícolas portuguesas estão interessadas em participar do Festival, porém a escolha dos produtos será feita pelos próprios estabelecimentos. Em relação ao período escolhido para a campanha, ele diz que vai se aproveitar uma época que normalmente não é muito boa para as vendas, já que não existe nenhuma data comemorativa por perto.

Hoje, o setor de supermercados representa quase 70% das vendas de vinhos no Brasil e foi responsável, em 2019, por 31% da importação e venda de vinhos portugueses no País. A expectativa é que cerca de 3.500 lojas participem da iniciativa.

DIVERSIDADE – O presidente da ViniPortugal, Frederico Falcão, explica que o objetivo é ampliar o consumo e o conhecimento sobre os vinhos de Portugal: são mais de mil rótulos de 14 regiões, e mais de 250 tipos de uvas. “O brasileiro tem buscado cepas que não conhece, novas regiões, localidades e perfis de vinhos. Portugal tem essa variedade para oferecer e é exatamente para atender a desejos dos brasileiros que estamos investindo na realização do Festival mesmo em um período tão atípico”, completa.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *